GASPAR DE LEMOS | Um judeu na conquista de terras brasileiras?

03/05/2022

Escrito por: Ugo Alves Lemes Filho


#Você sabe quem foi Gaspar de Lemos?

Um judeu que participou diretamente na Expansão Marítima Portuguesa e que mais tarde chegaria ao Brasil em Abril de 1500.


Um relato sobre Expansão Marítima Portuguesa


Em um momento de busca por novas terras para se explorar e aumentar sua linha de comércio, Portugal então se vê na obrigação de buscar novas rotas de comércio, utilizando de seus conhecimentos marítimos nas Grandes Navegações.

Era um momento crucial para a coroa portuguesa devido ao fato de outros países europeus estarem crescendo, tanto no poder bélico, como comercial, Portugal estava sofrendo uma pressão comercial por parte de outros países, como França, Espanha, não menos outro fato importante que acabava-se tornando quase que uma obsessão era a colonização do povo explorado.

Portugal era pioneiro nas Grandes Navegações Marítimas, e para aumentar o seu poder e riqueza, havia uma necessidade de firmar uma linha de comércio com outros países europeus e asiáticos, Portugal utilizava-se dessas navegações. Portugal tinha como prioridade estabelecer uma linha de comércio e exploração nas Índias.

Como já sabemos pela história contada e relatada em documentos, cartas e livros sobre a História do Brasil e sua exploração, conquista e colonização por Portugal, o intuito era chegar nas Índias e estabelecer sua linha comercial, mas devido alguns fatores, como dificuldade de navegação, mar revolto, a esquadra portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral, com suas 9 Naus, 3 caravelas e uma embarcação de alimentos, acaba saindo da sua rota e alcançando o litoral brasileiro ao invés do litoral indiano, um litoral ainda não conhecido, onde mais a frente deste artigo, vamos relatar quem foi e a contribuição que Gaspar de Lemos em 1500, 1501 e 1502 trouxe para tanto a exploração de Portugal, quanto brasileira.

Em abril de 1500, Pedro Álvares Cabral na esquadra marítima alcança por acaso a Terra de Vera Cruz, que mais tarde se tornaria Brazil. Desta exploração a esquadra portuguesa se vê na obrigação de buscar uma melhor forma para tal exploração e surge a necessidade de voltar a Portugal e comunicar à coroa portuguesa tais acontecimentos e fatos que ocorreram dessa navegação. Mesmo com algumas perdas de embarcações sendo engolidas pelo oceano, Portugal tem seu apogeu nas Grandes Navegações Marítimas.


A participação de Gaspar de Lemos


Junto a essa expansão marítima portuguesa e sua chegada em terras brasileiras em 22 de abril de 1500, temos um personagem que foi fundamental tanto para navegação como para a exploração do mesmo que foi Gaspar de Lemos, um judeu fazendo parte de uma esquadra portuguesa na conquista de terras brasileiras.

Segundo o relato histórico, Gaspar de Lemos era um judeu nascido na Polônia que, devido a sua não conversão ao cristianismo, com toda sua família, é obrigado a se mudar do país. Ele passa com toda a sua família por alguns países da Europa como Itália, esteve por um período na Terra Santa, também no Egito, onde mais tarde, segundo a história, morou na cidade de Gôa, ao sul da Índia, estabelecendo ali sua morada. Gaspar de Lemos era portador de um grande saber, era fluente em outras línguas, devido a isso, torna-se uma pessoa respeitada e considerada pela sociedade daquela região.

Quero aqui fazer menção sobre um outro hebreu que se assemelha sua história a de Gaspar de Lemos que foi José do Egito, não quero remeter a questão da escravidão, e por ter sido vendido pelos seus irmãos a um mercador e levado para o Egito, mas quero ressaltar suas conquistas, mesmo vivendo períodos, épocas e contextos diferentes na história eles possuíam a mesma nacionalidade, mesma influencia em um povo que não era seu povo, e acreditamos que Deus honrou esses dois homens de uma mesma linhagem do "povo de Deus".

Ambos tiveram um lugar de destaque e de honra em outras nações, através de seus conhecimentos, construindo um legado de influências em decisões muito importantes perante seus reis e comandantes. José do Egito por sua vez foi tanto senhor na casa de Potifar, quanto o maior homem do Egito, abaixo apenas de Faraó. Por sua vez, não menos importante, Gaspar de Lemos teve sua vida ou sua historia marcada na conquista e exploração de terras brasileiras, segundo alguns relatos históricos, ele obteve grande influência junto a Pedro Álvares de Cabral em sua navegação quando estavam a caminho das índias, teria sido dele o conselho para navegar a oeste da Índia, acreditando existir novas terras do outro lado do oceano.

Sendo ele o escolhido para levar a carta de Pero Vaz de Caminha ao rei Dom Manuel I. Em 1501 ele volta ao Brasil em uma esquadra comandada por Américo Vespúcio, chegando em novembro de 1501 no arquipélago de Fernando de Noronha e na Baía de Todos os Santos.

Como um desbravador, um homem experiente em navegações, em 01 de janeiro de 1502, ele chega ao Rio de Janeiro, alcança Angra dos Reis e em 22 de janeiro do mesmo ano ele chega à ilha de São Vicente, litoral Paulista.


Perguntas importantes


Mas como ocorreu ou como se deu esse fato? Um judeu nascido na Polônia, em uma esquadra portuguesa, que estava entre os primeiros homens a conquistar essa Terra de Vera Cruz? Aparentemente não é tão simples assim essa ligação.

Em primeiro lugar, devido ao pioneirismo português nas Grandes Navegações, Portugal viajava a outros países na busca por expansão comercial, livre comércio e colonização.

Em segundo lugar, Vasco da Gama, em 1498, conhece Gaspar de Lemos, em uma ilha chamada Arquediva em Gôa, na Índia, onde Gaspar de Lemos era comandante-mor. Mas ele se esquiva de Vasco da Gama se apresentando como escravo do proprietário da ilha, como um cristão prisioneiro de um poderoso imperador, Sabóia, em quem, segundo o relato histórico, Vasco da Gama não acreditou e o pressionou a confessar, falar a verdade de quem ele era. Ele então fala e relata toda a sua história de onde veio sua família e quem ele era. Um judeu nascido na Polônia, que peregrinou por outros países da Europa e Ásia que veio parar em Gôa na Índia, se tornando capitão-mor e tendo grande influência linguística e respeito diante da população indiana.

E em terceiro lugar, Vasco da Gama leva Gaspar de Lemos para Portugal, onde ele foi apresentado ao rei Dom Manuel I. Como na época era obrigado a toda a pessoa que se submetesse a coroa portuguesa ser batizada para ser aceito, assim Gaspar de Lemos foi batizado e recebido como integrante da coroa portuguesa, alterado seu sobrenome de Lemos para Gama, ou seja, Gaspar da Gama.

Nós acreditamos no quão importante esse homem judeu foi para a navegação portuguesa na conquista e exploração de terras brasileiras. Gaspar de Lemos, um judeu que ajudou na conquista e na exploração de terras brasileiras sendo importante na descoberta das terras litorâneas e do Pau-Brasil, árvore típica de nossas terras.

Foi ele quem conduziu a carta de relatório da chegada à Terra de Vera Cruz para Dom Emanuel I, rei de Portugal, enviada por Pero Vaz de Caminha. Onde mais tarde ele voltaria para explorar praticamente todo litoral brasileiro.

E aqui fazemos uma ligação, onde um judeu Gaspar de Lemos que conquista terras brasileiras, um descendente de Abraão, o "Pai da fé" do cristianismo. Ele estava profeticamente selando o nascimento de uma nação, trazendo assim "bençãos sem medidas", e implantando uma identidade judaica ao Brazil. Identidade esta que, mesmo com a força do catolicismo português, um judeu, dentro de uma esquadra portuguesa na conquista do Brasil, consegue plantar a semente do judaísmo em plena colonização.

Considerações Finais

E por fim queremos ressaltar outro fato de ligação entre Brazil e Israel, fato tão importante é lembrar também que, um brasileiro presidindo a ONU em 1947, Oswaldo Euclídes de Sousa Aranha, foi peça e voto fundamental na criação do Estado de Israel em 1948. Ou seja, pode se pensar que houve uma retribuição por parte brasileira para com a nação de Israel. E essa é uma questão importante que abordaremos em outro texto.

Acreditamos também ser de extrema importância não somente a ligação comercial, na própria relação econômica, mas principalmente na religiosa. "Abençoarei aos que te abençoarem." "O seu Deus é meu Deus." Como o pastor José Rodrigues, diretor e fundador do Arrependimento Nacional, enfatiza, o Brasil é uma extensão de Israel, acreditamos sim nesse entendimento devido a esses fatos decorridos neste artigo, acreditamos na influência de Gaspar de Lemos nesta conquista, que foi de extrema importância na exploração e na formação da nação brasileira.

Referências bibliográficas:

  1. Bíblia de estudo Almeida Barueri - SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2000.

  2. www.folha.uol.com.br

  3. www.quemfazhistoria.com.br

  4. www.pensamentosdorabino.blogspot.com

  5. www.bbc.com